segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Ao extremo

“Bendito seja o Senhor Deus, o Deus de Israel, o único que realiza feitos maravilhosos.”



Pedi a Deus que me virasse do avesso se preciso, para sentir Sua presença, para sentir mais, para cruzar um oceano de medos e obstáculos, para ter um encontro mais profundo com Ele. Foi quando iniciei uma jornada ainda mais séria com Ele. Não que as antigas não fossem, mas como eu pedi, foi algo mais intenso. 
Papai me levou ao extremo dos meus medos, fraquezas, incertezas e até certezas, me derramei aos seus pés em lágrimas e no meu ver, sem forças. E foi então que Ele me levou a cada momento, a cada trecho da minha vida que, alguns por sinal eram o motivo das minhas lágrimas, revelou pra mim, no que eu deveria mudar, mostrou que meus medos e fraquezas eram nada, perto do que Ele poderia fazer por mim. Que não importa o tamanho do abismo para onde minhas escolha e teimosias me levaram, Ele continuava lá, quietinho e me observando, me fazendo lembrar de tudo aquilo que tinha me feito chegar onde havia chegado e ensinou como eu deveria agir.
Eu aprendi a perdoar, eu aprendi a amar, aprendi a não desconfiar de todo mundo e que nem todo mundo vai fazer o mesmo que uma pessoa fez ou deixou de fazer. Que aquele que aparece para afrontar é o mesmo que nos molda. Mostrou que as minhas certezas não eram as mesmas dEle, mas que eram ainda maiores e melhores.
Às vezes, nós pedimos coisas sem nos dar conta do tamanho e da responsabilidade do que vamos carregar. Às vezes esquecemos que pedimos para ser transformados e quando estamos em processo ignoramos os sinais do Papai, e é bem mais fácil dizer que Ele nos deixou e/ou está em silêncio, do que, parar pra pensar e olhar ao redor para ver as circunstâncias e no que Deus está nos moldando, eu sei o quanto é difícil, olhar para o processo quando tudo machuca. E é por isso, que eu não poderia deixar de dizer isso: o Pai vê, quando você acha que não. Está contigo, na hora mais incerta, porque é a mais certa. E sabe, consola, sonda e conhece cada mínimo detalhe, até os que nem nós mesmos percebemos. Deixa Ele te revirar, te levar ao extremo e te mostrar, que no extremo tudo é mais real, tudo é mais lindo, que lá, se olhar com os olhos espirituais, vai ver apenas a Ele, o Pai. Aquele que cuida, que abraça, que fica, que jamais abandona. Vamos ao extremo, vamos ao Pai.
Gabriela Garcia

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Feliz aniversário de Namoro


Que o tempo continue passando e eu permaneça sempre envolvida em teus braços, abraços, com a mesma sensação de proteção, bem, sei que estou segura ali, pois Deus não me enviaria alguém incapaz de cuidar de mim. Pelo contrario, Ele envia o que eu preciso e não o que quero. Por isso, hoje entendo porque me apresentou você.
Há quem diga que relacionamentos não resistem a distância, mas estamos aqui como prova que, firmados em Deus, a rocha inabalável, podemos sim resistir.
Amor, meu anjo amor, se não nos sacrificássemos um pouco, tão pouco seria amor. Sabemos que esse tempo é projeto do dono do amor, que esta preparando as nossas vidas pra o que Ele já fez para nós. E esperamos, pois cremos que logo ali, o melhor está nos esperando. A perfeita, boa e agradável vontade do Papai.
Tem tempo que eu venho tentando dizer/descrever, porque a verdade é que as vezes os gestos parecem poucos para agradecer o tamanho bem que tu me faz, e ainda que faltem palavras, vou tentar escrevendo.
Teu abraço é como sentir uma brisa leve que torna-se brava, sempre que necessário, apenas para me proteger, contemplo o céu no teu olhar e o brilho das estrelas, ah meu amor, nem se compara ao dos teus olhos. Melhor que ter um namorado é saber que, sempre que precisar, nele também encontro meu melhor amigo.
Graças a Deus que te mandou pra mim, ah como sou grata a Ele por tamanha generosidade, pois eu sei que muitas vezes não sou merecedora de um sentimento tão lindo. E obrigada amor, por ficar mesmo quando eu disse pra ti ir, por me abraçar quando eu pedi pra me soltar, pelos apelidos mais fofos [rsrs], por me fazer rir quando eu fico irritada, por me mimar quando eu não mereci, por toda essa paciência, por ser meu amigo. Obrigada, simplesmente e principalmente por me fazer sentir tão amada e por não desistir nos dias turbulentos que passamos, por cada minimo detalhe que faz uma diferença enorme, obrigada meu anjo amor por esses três anos e cinco meses de recomeços.
Gabriela Garcia 
video 

                                                                                                             

domingo, 15 de novembro de 2015

Chegou pra não partir, nem ferir, somente pra fazer sorrir


Eu sei que talvez, bom acho que seria mesmo pedir muito pra ti, que ficasse comigo pelos próximos anos da minha vida. Pelo que a gente já viveu e pelo que tem pra viver. Sei que fui a mais estabanada e que errei contigo varias vezes, só que eu to aqui reconhecendo e quer saber, sem vergonha alguma, porque essas pancadas só serviram pra mim ver o quanto preciso de ti. Já não sei o que fazer, pensar em ti manhã, tarde, noite e sonhar contigo, tem sido rotina diária na minha vida. Não há nada capaz de me fazer te esquecer, nada que me faça te amar menos. Sim, eu o amo e não tem nada de pouco. A minha vida toda vivi de incertezas, mas tu é a certeza que eu nunca antes tive. Me faz acreditar que independente do que vier, estaremos ali, um pelo outro. Com esse amor, tão forte e intenso a ponto de superar todos os ataques de ciumes e desconfiança malucos, que as vezes acho até que te irritam um pouco. Correr contra o tempo pra um encontro, mesmo que por cinco minutos olhando para os teus olhos e dizer o quanto eu te amo. Minha respiração ofegante e o coração acelerado tocando o teu, das tuas mãos entrelaçando as minhas e nós nos admirando, querendo eternizar aquele momento. Lembranças e mais lembranças pra guardar, acho que faltam dedos pra contar o tanto de coisas que já aprontamos por um minuto de abraço. Ei, não sei se deu pra perceber, eu te amo e nada, nesse mundo é capaz de mudar isso. 
Gabriela Garcia

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Eterno querer


Quero apenas mais lembranças ao teu lado, mais historias, mais passado, contigo, pra contar pra o nosso futuro, mais fotos nossas pra revelar. Quero poder correr pra calmaria do teu abraço toda vez que mundo começar a agitar, encontrar teus lábios pra fazer ele parar de vez. Eu quero, eternamente. Viver ao teu lado, pelo tempo que for. Te dar carinho, te amar, encher de beijos, mordidas, incomodar, provocar, te fazer sentir ciúmes e ver essa tua carinha boba todo "boladinho". Eu te quero pra sempre na minha vida, porque meu coração não aguenta viver só de lembranças, sem criar mais alguma contigo a cada novo dia. 
Gabriela Garcia 

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Coisas da vida

Tu nunca reconhece um dia especial, até que com o tempo se tornar amiga(o) de uma pessoa, acabar perdidamente apaixonada por ela e lembrar que o melhor dia, foi aquele em que há conheceu. Então, foi exatamente o que eu pensei no dia em que descobri que na nossa amizade tinha algo além. Não que antes não fosse especial, mas bem tu entende. Pois quando nos conhecemos não fazia ideia de que um dia estaria apaixonadamente apaixonada por ti. A verdade é que se não fossem os teus olhos e a maneira que me faz ser eu mesma, eu não teria descoberto o que é realmente amar alguém. Não quero dizer que pra se amar alguém de verdade ela tem que ser igual a você, mas no teu olhar, no teu jeito, no teu carinho, teu abraço, em tudo de mais lindo que há em ti, em ti, eu realmente me pude me ver. Era como me olhar no espelho e te encontrar, te amar me trouxe a vida, me fez ver que não preciso mudar um só detalhe, porque cada detalhe fazia com que nos amassemos ainda mais. Tu me fez ver que eu posso ser eu mesma pra amar, sem medo de que algo faça me amar menos. Foi contigo, que eu perdi o medo, aquele velho medo de amar. À dias venho pensando em como começar um texto que possa dizer o que eu sinto em relação a ti, que apesar de todas as minha burrices, eu sei que, na verdade, é tu que eu amo. Não sei por quanto tempo, talvez eu nunca mais te esqueça, talvez amanhã apenas lembre do quanto foi bom e ainda sorria. Estarmos distante deveria ajudar, mas engraçado, acontece totalmente o contrário. Pois me faz, novamente, querer ver teu olhar fixado no meu, teu abraço não querendo me largar e teus lábios encontrando os meus. Só pra ter uma última vez ou, quem sabe, pra ter pra sempre, a sensação famosa "borboletas no estômago", de "flutuar", aquela de parar o mundo inteiro com apenas um beijo. Poderoso não? Rs. Só que pra ser pra sempre, teria que ser ao teu lado e isso já frustra um pouco toda essa história, porque eu e tu já não somos mais nós. Sabe aqueles dias que tu acorda e não sabe se é a tua vida ou se é o teu quarto todo fora de ordem, então, acordei num dia desses e acabei fazendo a maior burrada da minha vida, que foi te expulsar dela da maneira mais cruel. Difícil acreditar que em mim também machucou, só que foi exatamente o que aconteceu. Foi como dar um murro na minha própria cara e bom, eu nunca fiz isso, mas que é dolorido, isso eu imagino. Gostaria de apagar todos esses dias até voltar a esse e dizer-te que, no lugar do adeus, eu queria que ficasse, ficasse pra sempre. Pedir que perdoasse a minha maneira toda estranha de gostar tanto a ponto de querer te ter só pra mim, essa vontade de te guardar numa caixinha que ninguém possa te ver, tocar, enfim, respirar o teu ar. Pedir que entendesse que eu estava longe e que um medo absurdo de te perder me deixou daquela maneira, que no fim, eu deixei ele tomar conta de mim e por medo(como sempre), te deixei partir ainda mais cedo do que eu realmente queria, porque o que eu na verdade queria, era a eternidade dentro do teu abraço naquela tão sonhada casa pra fora, ter "a alegria de viver num mate, cevado por ti", acordar com o teu olhar no meu e esse teu sorriso bobo, que eu simplesmente, perdida e apaixonadamente, amo. Amo, todos os dias, um pouco mais.
Gabriela Garcia 
                                                                                                                     
        
                          

quinta-feira, 12 de março de 2015

A saudade mais bonita

É, eu lembro exatamente muito bem de cada mínimo detalhe. Era impactante e assustador o modo como nos olhávamos, parecíamos ter um escâner em cada olhar, porque completávamos o pensamento do outro. Assustador, eu sei, mas era assim. E não era por querer, não era mesmo. Simplesmente acontecia e nos amávamos isso. Lembro-me como se fosse ontem, bom parece que foi ontem, apenas uma simples mensagem e estávamos ali, um de frente para o outro, com um sorriso idiota nos lábios e aquele olhar, não qualquer olhar, mas o nosso olhar. Aquele que dizia um ao outro o que estávamos sentindo naquele exato momento. Senti exatamente o que quer dizer aquela expressão chamada "borboletas no estômago". As mãos tremulas e o coração acelerado, um abraço e um beijo que me tiravam da triste realidade que eu estava a apenas alguns dias de partir, não apenas de ir embora, mas também de partir seu coração. Por mais impossível que seja de acreditar, por favor acredite, não foi minha intensão. Doeu muito em mim também. Durou tão pouco tempo que quem sabe da história pensa/diz que não era amor. Ai vem aquele velho clichê de que o "amor nunca vai embora, que ele permanece, que jamais nos deixa". Eu sei, o amor para mim também é isso. Mas para mim, aqueles dias foram sim amor. Afinal, como descrever tudo se não com a palavra que mais tem a ver com tudo de mais lindo que sentíamos? Era como a noite, dançar com as estrelas no céu ou como correr uma maratona, receber uma ligação, sair correndo novamente ate chegar a ele sem se cansar e ainda o encher de beijos dizendo o quanto eu estava adorando aquele momento no seu abraço. É um exemplo bem tosco, pois que seja, o amor quase nunca faz coisas com algum sentido não é mesmo. Nosso abraço já nos dava a sensação de paralisar o mundo e quando nos beija vamos ele, como um toque de magia, deixava existir. Éramos como o sol e a lua, não podíamos estar juntos, mas quando finalmente conseguíamos, era um momento único, especial e sempre, jamais deixou de ser, surpreendente um para o outro. Assim, como eles, vivem separados, mas sempre com aquela velha esperança de um dia se reencontrar.
Gabriela Garcia

domingo, 14 de setembro de 2014

Pelo tempo que for

Imagina se o tempo parasse naquele nosso "pequeno infinito"? Imagina se não houvessem barreiras capazes de jogar o que sentíamos ladeira abaixo? Imagina se tudo fosse simplesmente e exatamente como sonhávamos... Imaginar nem sempre é bom, talvez nada bom, traz lembrança e dor ao coração, por pensar que podíamos eternizar aquele infinito trazendo ele para o presente, não permitindo que se tornasse passado. Ainda que o tempo tenha sido pouco, que tudo tenha se acabado em um certo momento, aqui em mim tudo que vivemos eternizou e não foi pouco, foi muito, porque o que senti todos os momentos que estive ao teu lado foram intensos e cheios de sentimentos. Como aquele perfume gostoso que cola na roupa da gente quando alguém especial nos abraça, como aquela musica tema de todo casal apaixonado, como aquela dor horrível de quando se perde alguém que amamos, como todos esses tipos de coisas que eternizam no lado esquerdo do peito, exatamente no coração. Assim tu ficaste em mim, grudado para nunca deixar de ser lembrado e não porque fosse pra ser aquele tipo de "história impossível de adolescente" que fica nos torturando por meses, as vezes anos. E sim porque eu faço questão de lembrar de algo tão lindo que eu jamais imaginei tornar-se real dessa maneira, porque foi especial mesmo que por pouco tempo, mesmo que de repente tenha chegado e da mesma maneira tenha tido que partir. Eu quis guardar e vou eternizar sempre nesse meu coração, pois todas as vezes que eu preciso de um sorriso, que eu preciso me refugiar em algo, é nessas lembranças que encontro o melhor abrigo. Lembrar do teu olhar, do teu sorriso.
Gabriela Garcia